CBiot

Triênio 2014-2017:

O Centro de Biotecnologia (CBiot) foi criado em dezembro de 1981 por intermédio de convênio firmado entre o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, o Banco de Desenvolvimento do Estado (BADESUL), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com o objetivo central de promover o desenvolvimento da biotecnologia no Estado. Em julho de 1982, o Centro de Biotecnologia iniciou as suas atividades em área de 220 m2 cedida pelo Instituto de Pesquisas Agropecuárias (IPAGRO e, após, FEPAGRO – Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária) da Secretaria Estadual da Agricultura, contando com os apoios financeiros da FAPERGS, do BADESUL e da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP). Em 1988, os grupos de pesquisa do Centro de Biotecnologia instalaram-se em prédio próprio junto ao Campus do Vale da UFRGS. Atualmente, o Centro situa-se em dois prédios (43.421 e 43.431 – piso superior) do Bloco IV do Campus do Vale da UFRGS, com área total de 3.700 m2.

Em 1997, tendo por base o Estatuto e o Regimento Geral da UFRGS, o Centro foi institucionalizado como Centro de Estudos Interdisciplinares da Universidade. A institucionalização do CBiot possibilitou a estruturação do Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular (PPGBCM) com vistas à formação de mestres e doutores nestas áreas. O PPGBCM foi aprovado pela Câmara de Pós-graduação da UFRGS em 17 de março de 1998 e, posteriormente, pelo Grupo Técnico Consultivo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em 21 de julho de 1998. O PPGBCM iniciou com nota 5 (máxima para novos cursos) junto à CAPES e vem mantendo a nota 6 desde seu segundo triênio de atividades, caracterizando nível de excelência internacional. Um total de 203 doutores e 352 mestres foram formados desde então. Atualmente, o PPGBCM conta com 37 professores orientadores (29 do núcleo permanente), 78 doutorandos e 51 mestrandos.

Historicamente, todos os membros do Departamento de Biologia Molecular e Biotecnologia (DBMB) do Instituto de Biociências (IB) atuam como docentes-pesquisadores do CBiot. Partiu deste grupo de docentes a iniciativa de propor a criação do Curso de Graduação em Biotecnologia. Como Centro de Estudos Interdisciplinares, o CBiot não poderia sediar um curso de graduação. A proposta foi levada ao IB que, assim, instituiu o curso que se caracteriza como um dos mais concorridos de nossa Universidade. Embora vinculado ao IB, grande parte das atividades da Graduação em Biotecnologia é realizada nas dependências do CBiot, impactando de forma importante a sua infraestrutura e exigindo investimentos na aquisição de materiais de consumo e manutenção de equipamentos.

Além de pesquisadores do DBMB/IB, o CBiot conta também com docentes-pesquisadores dos Departamentos de Biofísica e Botânica do IB, do Instituto de Ciências Básicas da Saúde, da Faculdade de Farmácia e da Faculdade de Veterinária. Atualmente, o CBiot conta com 30 pesquisadores, todos doutores, sendo 16 líderes de grupos de pesquisa, 3 docentes colaboradores convidados, 6 pesquisadores associados e 5 pós-doutorandos, além de quase 40 estudantes de graduação em estágios de iniciação científica. Estes pesquisadores têm contribuído para a consolidação da infraestrutura do CBiot com recursos advindos de projetos aprovados, com aporte para aquisição de equipamentos de grande porte para multiusuários e possibilitando a condução das diversas linhas de pesquisa, ensino e extensão.

Desde a sua criação, o CBiot possui uma incubadora de empresas, a Incubadora Empresarial do CBiot (IECBiot), cujo objetivo é apoiar ações empreendedoras em biotecnologia. Esta incubadora é integrante do “Zenit – Parque Científico e Tecnológico da UFRGS”, reconhecida por este como uma de suas incubadoras-modelo. Atualmente, três empresas estão em fase de pré-incubação e três em incubação na IECBiot. Um total de 21 empresas foram (pré-)incubadas na IECBiot, oito delas graduadas e três permanecendo com sucesso no mercado.