PPGBCM

 
O Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular (PPGBCM) do Centro de Biotecnologia (CBiot) foi criado pelos seus docentes-pesquisadores com vistas à formação de mestres e doutores nas áreas afins à biotecnologia. O PPGBCM foi aprovado pela Câmara de Pós-graduação da UFRGS em 17 de março de 1998 e, posteriormente, pelo Grupo Técnico Consultivo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) em 21 de julho de 1998. O PPGBCM iniciou com nota 5 (máxima para novos cursos) junto à CAPES e vem mantendo a nota 6 desde seu segundo triênio de atividades, caracterizando nível de excelência internacional.

Um total de 206 doutores e 358 mestres foram formados desde então. Atualmente, o PPGBCM conta com 36 professores orientadores (28 do núcleo permanente), 88 doutorandos e 68 mestrandos.

 

Diferenciais do PPGBCM

Para os Docentes

O ingresso de novos orientadores no PPGBCM é feito por indicação de pelo menos dois docentes do programa. O desempenho dos docentes é avaliado anualmente, sendo que o perfil exigido para os docentes no quadriênio 2013-2016 foi a produção de artigos completos no quadriênio, publicados em revista de circulação internacional, com índice de impacto igual ou maior que 1,6 e perfazendo o somatório de 400 pontos considerando o Qualis da Área CB-I. Exige-se ainda a co-autoria dos docentes com discentes do PPGBCM em pelo menos 1 trabalho no quadriênio.

Para os Alunos

O ingresso de alunos no PPGBCM é feito mediante indicação de um docente habilitado como orientador. Para a distribuição de bolsas de estudos, os alunos são classificados através de avaliação (processo classificatório) que inclui análise de CV, prova escrita com um conjunto de questões elaboradas a partir de resultados apresentados em artigos científicos em inglês, e para o doutorado, apresentação do projeto de tese perante uma banca.

Alunos que não precisam ou não possam ser contemplados com bolsa também apresentam seus projetos de tese/dissertação perante uma banca.

Cada aluno tem um Plano de Estudo individualizado, elaborado de comum acordo com o orientador, com a definição de disciplinas e atividades obrigatórias (seminários, atividade didática, redação científica) a serem cumpridas pelo aluno. Comissões de Acompanhamento (CAs), constituídas de dois professores-pesquisadores escolhidos pelo aluno e seu orientador, têm a função de avaliar periodicamente (novembro de cada ano) o desempenho do aluno, através de relatórios escritos e apresentação de cartazes.

 

Acesse aqui a página do PPGBCM na internet.